terça-feira, 12 de maio de 2009

A mulher e a Testosterona.

Já cientificamente comprovado e explicado em um encontro sobre o comportamento humano 
em Tóquio, as mulheres preferem homens cafajestes. Sim, aqueles com um toque narcisista de "mamãe eu sou bonito", egocêntrico e infiel. (Pesquisadores da Universidade do Novo México e de Bradley realizaram as pesquisas. Quem quiser, é só pedir que encaminho a notícia completa).
Diante esta informação mais do que óbvia e que até minha cachorrinha concorda (fato comprovado por dar sempre preferência aos malandros da rua e nunca ao pobre Coquer bonzinho e apaixonado do vizinho), acho justo dividir a classe masculina em duas vertentes: o HOMEM, e a TESTOSTERONA (que carinhosamente chamarei de "o Test").
O Homem é aquele clássico cavalheiro que pensa em agradar a mulher de todas as formas, que abre a porta do carro, envia flores, bombons e perfumes, elogia a dama e a leva para jantar. O Test pensa em sexo.
O Homem quando fala com uma mulher, procura impressionar com inteligência, elegância e, claro, como não poderia faltar, com toda a atenção necessária para que ela se sinta bem. O Test fala em sexo.
O Homem tenta atrair a mulher com sutileza, conquista, com aquele charme e machismo ponderado que só alguem com plena confiança é capaz de fazer. O Test lança uma cantada, que envolva sexo.
O Homem planeja um futuro concreto, família, respeito e cumplicidade. O Test planeja como vai ser depois do encontro, no caso, o sexo.
O Homem pega no seu pé quando você não da atenção, pede satisfação, te liga o tempo todo e não cansa de dizer que está apaixonado. O Test te liga quando quer sexo.
O Homem te quer perto o tempo todo, quer conhecer sua família, não entende o pq vc quer sair apenas com as amigas já que ele é uma ótima companhia. O Test também te quer perto o tempo todo.. pra fazer sexo.
O Homem pode ser confundido com delicado, afeminado, metrosexual, gay. O Test no máximo pode te confundir: "E agora, com qual dos dois eu fico?"
Ééé minhas queridas, a proposta de um amor perfeito, família e estabilidade é interessante. Mas nada que um cafajeste naum possa abalar com apenas um: e aê broto, rola um sentimento? 

PS: Missão cumprida Sappo, sua vez agora! hahaha

14 comentários:

  1. identifiquei algumas pessoas ai, vc sabe de quem estou falando ahuahuauhauhahuauhauhauha

    ResponderExcluir
  2. iauhiahauhiuaha meeeeeeeeeeeeeeeeeu jacaré banguela!!! Além de Test eu tenho q ser Pedreiro? iuahiaiuha boa boa tia gih! besos

    ResponderExcluir
  3. Putz... Talvez um Tost disfarçado de homem? aushaushuahsuahushaushuasha... um Tostomem!!! =]

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAAAAAAAAHAHHAHAHHA otimo gisele!
    mas isso me deprimiu um pouco!

    ResponderExcluir
  5. ééé digamos assim... Sou um pouco dos dois... hsahusAuhsAHUSAHUSA

    ResponderExcluir
  6. Para variar eu fico em cima do muro... :P
    O melhor é sempre o caminho do meio... "Pensando" :P

    ResponderExcluir
  7. ahsuiasohsuahasoauhasihu. Adoooooooro esse tal de Test (6)

    ResponderExcluir
  8. hummmmmmm....uma mistura incrivel entre test e homem....iuhasiuhauishasiuhaiushasuhasuhas HUMMMMM hehehehehhehe td tem hr...mas qm nao sabe a hr das cosias melhor ainda! asuihasuihasuihasuihasuihasuiahsiuahsuiahsuias

    ResponderExcluir
  9. Muito bem Gisele, meus parabéns! O texto ficou impecável. Bela crônica. Primeiro desafio cumprido.
    De minha parte, aceito o desafio e o tema. Aguarde!
    Mais uma vez, parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  10. Taliiiii Japoneeeusaaaaaa (assim como vc diz)13 de maio de 2009 12:39

    ISAHHSAIHSAASIHS mtoo bommm Gih! Eu Adoooro esse tal de Test (2) :P

    ResponderExcluir
  11. huahuahuahuahuhuahuahuahuahuahu
    me identifiquei
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  12. A minha objeção perante as metáforas e a comparação continua a mesma!
    Pra que mais? HA HA

    ResponderExcluir
  13. Sabemos que tudo acaba em sexo, então porque não facilitar as coisas indo direto ao ponto? ahauhauhauauhahua

    Muito bom o texto, parabéns!

    ResponderExcluir