terça-feira, 7 de julho de 2009

Vida de recém formado.

Muita gente que termina a faculdade pensa: FODEU.
E realmente, às vezes é isso mesmo que acontece.
Na faculdade funciona assim: no primeiro ano você acha que sabe tudo. No segundo descobre que não sabe tanto assim. No terceiro se convence que realmente sabe tudo e os outros são todos uns animais de teta que não sabem nada. No quarto ano você descobre que o animal de teta é você. Vai se formar e não faz idéia de como trabalhar (isso, claro, para marinheiros de primeira viagem).
Piora quando você começa a trabalhar e descobre que tudo oq aprendeu na faculdade serviu para uma única coisa: "engavetar"!
Precisa aprender tudo de novo, mas da forma como o mercado exige. Aí meu amigo, acaba seu sossego.
Um dia você se acha o dono do mundo, no outro um alienado. No terceiro dia você resolve mudar para São Paulo e trabalhar em uma multinacional. No quarto prefere ficar perto da família, ganhar um pouco menos, mas ser reconhecido. No quinto você pensa: Putz, pq não fiz medicina? No sexto começa a procurar concursos na internet, pq afinal, um emprego público é tudo oq vc sempre sonhou. No sétimo, você, em crise existencial, larga tudo de lado e vai encher a cara em um bar qualquer com os amigos, para relembrar os tempos tranqüilos da faculdade.
Isso quando não tem todas essas fases, em um dia só. Aí acontece aquela fantástica crise de ansiedade, que te faz pensar em 10 coisas ao mesmo tempo, realizar 15, decidir sua vida, a da sua mãe, a do seu irmão e do cachorro, e achar que o mundo está correndo e você não acompanha. Liga a tv, senta com o notebook no colo, assiste todos os noticiários, lê todos os sites que encontrar na frente, se cadastra em todas as redes sociais, assina revistas e compra milhares de livros. Pensa que ao invés de ter perdido tempo brincando de boneca, jogando videogame, tocando a campainha do vizinho e correndo, trocando os tapetes do prédio da sua vó, ou batendo figurinha com os gatinhos da rua, deveria ter feito aquele curso de realidade sócio-econômica política cultural brasileira com ênfase em tecnologia da informação que você precisa agora. E termina dizendo: - Puta merda, que tempo perdido.
Por fim, se convence que daqui em diante, será uma nova pessoa, completamente comprometida com a sua carreira.
É claro que isso não acontece, pq vc vai passar uma semana de ressaca por causa da crise. (sim, ressaca de crise é pior que a de bebida. Pelo menos na de cachaça você sabe que a noite foi boa.)
Aí chegam à sua casa vários livros e revistas. Você nem chega a abrir os pacotes. Vai tomar uma cerveja, assistir um filme com os amigos, e esquece-se de todos aqueles planos mirabolantes de ser o melhor profissional do mundo... Até a próxima crise (que no caso será inclusive pior que a anterior, pq vc vai pensar: puutz, se eu tivesse aproveitado fazer isso naquela época...).
Ééé meus amigos. É complicado.
Por outro lado, se você sai da faculdade com um bom emprego, é outra vida.
Você chega em casa tranqüilo, da uma folgada pq não tem que se preocupar com trabalhos da faculdade, provas e tudo mais.
Liga para os amigos, vai fazer um happy hour, ganha seu dinheiro e gasta com o que quiser, vai viajar no feriado, se sente adulto e dono do seu nariz... até precisar ganhar mais para pagar as contas.
Aí, aquela crise de recém formado surge das cinzas.
E você só pensa uma coisa: FODEU!

13 comentários:

  1. Muito real essa materia...adorei.... bjs

    ResponderExcluir
  2. Problema mesmo, é qdo no sétimo dia, vc resolve procurar um amigo, e se dá conta q mudou pra uma cidade onde conhece pouquíssima gente, e pior ainda, não tem nenhum amigo. Ae, substitua o bar pelo MSN, e fique relembrando TODOS os erros que cometeu no percurso..
    uahduhauhauhauhauhauhauuahhuahuahu
    eh mais complicado um poko, hein.... Mto bom seu post, Gih... ;***

    P.S.: realmente me identifiquei =X

    ResponderExcluir
  3. ótimo texto...
    hehehe assunto polêmico esse ai heim... veja se não fala dele em um forum de faculdade, esse negócio de sair da graduação sem saber nada é foda... hauahuahuahuah
    só faltou dizer sobre os "jobs DNA" aqueles q vc pega, recebe mas não lhe dá seu nome e nega qualquer relação com ele... hehehe
    bjo kerida...

    vc me fez lembrar q eu tenho um blogg... hauahuhauha

    ResponderExcluir
  4. CARA**, pq eu jogava figurinha! merda... preciso fazer aquele curso agora! ahwahwha

    ResponderExcluir
  5. E o mais legal do texto é que a única conclusão realmente concreta que dá pra tirar é "não tem lado para você correr, você vai ser pego pela crise" aehuaehuaeuha
    legal seu blog gi nunca tinha visto, vou ver suas outras postagens
    bjus ;)

    ResponderExcluir
  6. Meu único comentario : FODEU!

    ResponderExcluir
  7. acho que a nossa conversa de hoje te fez bem pra postar! HUSHOASUSHUSAOHSAUHSAIHASSHAIU. Só te digo uma coisa: FODEU

    ResponderExcluir
  8. foi perfeito. HAHAHHAHAHAHAH
    LEMBREI DO HEIJI. porra!

    ResponderExcluir
  9. Sensacional! Quem nunca passou por isso que atire o primeiro diploma.

    ResponderExcluir
  10. eu penso "fodeu" todo dia! hahahaha

    ResponderExcluir
  11. Cara... vc descreveu minha vida hoje... nesse momento.

    Obrigado pela catarse.

    ResponderExcluir
  12. Adorei!!

    Eu tô chegando nessa fase agora...

    ResponderExcluir